Proprietários de marcas e empresas transformadoras poderão ter acesso a material reciclado certificado já nos próximos meses

Borealis e Tomra inauguram fábrica de triagem e reciclagem mecânica avançada de plástico pós-consumo

20/01/2021

A Borealis (Áustria) e a Tomra (Noruega) anunciaram o início operacional da nova fábrica ‘demo’ de reciclagem mecânica avançada em Lahnstein, Alemanha: o resultado de uma parceria que conjuga química e tecnologia para transformar resíduos plásticos pós-consumo em pellets prontos para o mercado.

foto
A nova fábrica de última geração produz as soluções avançadas necessárias para a utilização em aplicações de elevada procura.

“Esta fábrica encarna os princípios da plataforma EverMinds, fundada pela Borealis, que procura inovar a circularidade dos plásticos através da colaboração”, diz Lucrèce Foufopoulos, vice-presidente executivo da Borealis Polyolefins, Innovation & Technology e Circular Economy Solutions. “Oferecer aos proprietários de marcas e transformadores material reciclado de alta qualidade, adequado para utilização em aplicações altamente exigentes é a mais recente contribuição da Borealis para uma economia mais circular dos plásticos. A vida exige progresso e, através da colaboração, reinventamos os processos para uma vida mais sustentável”.

A fábrica de última geração processa tanto resíduos plásticos rígidos como flexíveis pós-consumo. E, ao contrário de muitas fábricas de reciclagem atuais, produzirá as soluções avançadas necessárias para utilização em aplicações de plástico de elevada procura em várias indústrias, incluindo a automóvel e de produtos de consumo. Com elevada pureza, baixo odor, alta consistência do produto e frações de cor clara, os polímeros reciclados ‘Borcycle M’ irão, de acordo com a Borealis, satisfazer os requisitos de qualidade dos clientes em toda a cadeia de valor.

O objetivo desta fábrica de demonstração é gerar material que os proprietários das marcas e transformadores possam avaliar e validar para utilização nas suas aplicações altamente exigentes. O sucesso técnico estabelecerá as bases para uma fábrica de reciclagem avançada à escala comercial.

“Esta fábrica é apenas o início do que é possível quando os principais atores da cadeia de valor se reúnem para causar um impacto verdadeiramente significativo no mercado”, diz Volker Rehrmann, vice-presidente executivo e responsável pela Divisão de Economia Circular da Tomra. "A gestão de resíduos e projetos pivô como este têm um papel primordial na evolução para um futuro sustentável. Estamos orgulhosos de ter iniciado uma das mais avançadas instalações de reciclagem mecânica quando se trata de resíduos de polímeros pós-consumo”.

foto

A exploração da fábrica está a cargo da Borealis, da Tomra e da Zimmermann. A Borealis é responsável pelo sucesso comercial da fábrica e contribui com a sua perícia e conhecimentos em inovação, reciclagem e compounding. Do mesmo modo, a Tomra contribui como fornecedor de soluções tecnológicas e traz para o projeto largos anos de experiência e conhecimento do mercado da reciclagem mecânica. A Zimmermann é uma empresa de gestão de resíduos com experiência na triagem de múltiplos tipos de resíduos, incluindo plásticos, e é responsável pelo sucesso das operações da fábrica e pela qualidade dos produtos.

“Na P&G estamos a fazer embalagens com a 'próxima vida' em mente, para ajudar a impulsionar uma economia circular mais robusta. Temos de aumentar o fornecimento de plástico reciclado de alta qualidade para permitir à indústria cumprir esta visão”, diz Gian De Belder, diretor técnico da Procter & Gamble (P&G). “A nova abordagem inovadora que a Borealis está a adotar mostra o potencial para alterar por etapas tanto a quantidade como a qualidade do PCR disponível para as nossas marcas, e ajuda-nos a atingir o nosso objetivo de 2030 de reduzir a nossa utilização de plástico virgem em embalagens em 50%, ou 300 kilotoneladas anualmente. Os primeiros testes do material parecem muito promissores!”

“Um grande desafio para mais embalagens circulares é a disponibilidade de plásticos reciclados de alta qualidade que podem ser utilizados nas embalagens das nossas marcas”, comenta Thorsten Leopold, diretor internacional de Tecnologia de Embalagem Home Care da Henkel. “Estamos, portanto, muito entusiasmados por este projeto reunir três especialistas comprovados ao longo da cadeia de valor com a ambição de elevar a reciclagem mecânica a um novo nível”.

Jaba: tradução 4.0

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

www.interplast.pt

InterPLAST - informação para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial