Dukane: soluções de soldadura para indústria de plásticos
Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho assinala-se esta quarta-feira, 28 de abril

Líderes em segurança destacam cinco princípios para a excelência em segurança

Redação Induglobal28/04/2021
A DuPont Sustainable Solutions celebra o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho 2021 dando especial destaque às perceções inspiradoras de mulheres líderes em EHS.
foto
Num relatório que destaca mulheres em cargos de liderança em HSE numa diversidade de setores industriais por toda a Europa, a DuPont Sustainable Solutions (DSS), consultora global em EHS, analisa o que torna os sistemas de saúde e segurança ocupacional eficazes, resilientes e sustentáveis.

Publicados para assinalar as celebrações do Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho 2021, os testemunhos das líderes em segurança contam as suas experiências, partilham histórias inspiradoras e revelam os momentos críticos que fortaleceram e aprofundaram os seus esforços em HSE.

Num cenário em que a segurança se encontra em constante mudança, estes depoimentos destacam repetidamente cinco fatores fundamentais para antecipar, preparar e dar resposta adequada aos riscos no ambiente de trabalho.

1. Liderança - a importância de fazer o que se diz, definir o tom e comunicar positivamente.

2. Agilidade - foco na mudança de reativo para proativo, identificando e planeando os riscos iminentes, sempre com uma abordagem de 'equipa'.

3. Cultura - a importância da perceção do risco, do elogio e do reconhecimento, e de ter uma visão de longo prazo.

4. Tecnologia - o uso de tecnologia inteligente, o seu papel na formação e digitalização sem negligenciar o fator humano.

5. Pessoas - promover e incentivar a diversidade, a sustentabilidade e os embaixadores em HSE.

Entre as líderes portuguesas que contribuíram para o Relatório está Paula Monteiro, ‎Health and Safety Corporate Coordinator da The Navigator Company, que defende a importância do diálogo.

“Se eu tivesse de definir a cultura de segurança numa palavra, seria comportamento. Mudar comportamentos é crítico para estabelecer uma boa cultura de segurança. Uma forma simples e eficaz de fazer isto é ter conversas amigáveis sobre segurança com maior regularidade. Isto afasta-nos de uma cultura de culpa para conversas de feedback”, refere.

Também Ana Ferreira, Diretora Corporativa de Environment, Health and Safety da Aptiv, contribuiu para o relatório. Engenheira do ambiente de formação, Ana Ferreira explica que a missão da empresa “é criar tecnologias mais seguras, verdes e conectadas. Se compreendermos o impacto que temos na vida das pessoas e das comunidades, é natural progredir para um ambiente de trabalho seguro. Trata-se de fazer a coisa certa da maneira certa”, defende.

E acrescenta: “a formação em segurança é uma forma de influenciar os comportamentos de segurança, mas o foco não deve estar na imposição de regras; trata-se de ensinar as pessoas a compreender porque é que a segurança pessoal beneficia cada um e os colegas”.

As versões integrais destas entrevistas encontram-se disponíveis aqui

Jaba: tradução 4.0

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

www.interplast.pt

InterPLAST - informação para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial