Talleres Filsa: controladores de nivel para sólidos y líquidos
Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Tomra e Indorama colaboram para moldar o futuro da reciclagem no México

17/09/2021

A indústria de reciclagem do México é palco da colaboração entre dois grandes nomes do setor: a Tomra Recycling e a Indorama Ventures Public Company Limited. Dedicadas e comprometidas em possibilitar maior sustentabilidade e uma forma de produção e consumo ecologicamente correta, as duas empresas procuram promover o futuro da reciclagem de plásticos naquele país, produzindo material de elevada qualidade.

foto

Com a colaboração da Tomra, a Indorama consegue triar eficazmente o PET pós-consumo, transformando-o em reciclado de grau alimentar.

Em 2014, a Indorama Ventures, produtora global de produtos químicos, adquiriu uma fábrica de reciclagem de PET localizada em Zapopan, Jalisco (México). Essa aquisição permitiu à empresa prosseguir a sua estratégia de expansão para regiões de alto crescimento, como a América Central e a América Latina. A expansão da linha 2 da Indorama Ventures EcoMex foi concluída este ano, com o suporte das máquinas de classificação avançada da Tomra Recycling, que separam de forma eficaz as garrafas PET e flocos PET.

A Indorama Ventures entrou no mercado da reciclagem em 2011 e opera instalações de produção que transformam garrafas PET pós-consumo em flocos, resinas rPET e fios de poliéster reciclados. “A nossa relação muito próxima com a Tomra, bem como o serviço que nos prestam, tem sido determinante para a seleção dos equipamentos e tecnologia. Eles trabalharam perfeitamente connosco, tanto pessoalmente como online, respondendo em tempo oportuno aos nossos pedidos”, disse Shankar Srinivasan CEO da Indorama's Recycling Vertical.

A Indorama Ventures EcoMex tem uma capacidade total de produção de 42 mil toneladas de flocos por ano, que poder ser usados quer no processo de reciclagem interno ou por clientes externos. Os produtos PET oferecem aos clientes uma ampla gama de vantagens: leveza, transparência cristalina, resistência ao impacto e boas propriedades de retenção, com 100% de reciclabilidade.

foto
Flocos de PET reciclado, produzido pela Indorama. Foto: Tomra Recycling

Em 2014, e como parte do compromisso contínuo da empresa de responder às necessidades dos seus clientes e contribuir com os esforços ambientais, a Indorama Ventures Polymers Mexico iniciou a produção da resina de grau de garrafa FuTuRePET, que consiste em flocos produzidos a partir de garrafas PET pós-consumo. Graças aos equipamentos da Tomra, foi possível separar efetivamente os materiais por cor e material para criar reciclados puros, prontos para serem reutilizados.

Como parte dos compromissos assumidos a partir da agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável, emitida pelas Nações Unidas em 2015, a Indorama iniciou a instalação de uma segunda linha de produção de reciclagem pós-consumo de garrafas PET em 2019. A linha, equipada com os mais recentes equipamentos de triagem da Tomra, está preparada para processar 30 mil toneladas de flocos de PET por ano.

Graças aos equipamentos da Tomra, a Indorama consegue separar o plástico pós-consumo por cor e material.

A Indorama e a Tomra compartilham três objetivos principais para atingir esta meta: consolidar a linha de produção, aumentar a qualidade e velocidade de produção e reduzir custos. Para tal, a Indorama escolheu as máquinas de classificação baseadas em sensores da Tomra, que classificam com eficácia o material contaminado por cor e material.

Numa primeira etapa, duas unidades Autosort pré-selecionam as garrafas PET recebidas de aterros e centros de recolha, principalmente do centro e oeste do México. A pré-classificação inclui uma classificação positiva e uma negativa, além de um processo de recirculação para as falsas rejeições das duas primeiras máquinas.

Os materiais pré-selecionados são então lavados e triturados antes dos respetivos flocos de PET serem classificados e purificados por duas unidades Autosort Flake, que geram toneladas de flocos por ano. Os flocos produzidos são posteriormente reciclados e disponibilizados aos transformadores de plásticos como resina PET de grau alimentar.

foto
A Autosort efetua a separação de materiais residuais de acordo com os requisitos do cliente. Foto: Tomra Recycling

As máquinas Tomra oferecem várias vantagens, das quais os recicladores podem tirar partido: A Autosort combina recursos e tecnologias de ponta num só equipamento. Compacta e flexível na construção, a Autosort permite uma integração simples em fábricas existentes e novas. Com a tecnologia Tomra Flying Beam integrada, a máquina fornece distribuição de luz uniforme em toda a largura da correia para melhor deteção e classificação do material, resultando em alto desempenho e eficiência operacional. Isso permite que a fábrica classifique garrafas PET com altos níveis de precisão.

A Autosort Flake, uma das máquinas de separação de flocos da Tomra, é a solução ideal para aplicações de ponta onde o número de contaminantes é baixo, mas a exigência de qualidade é extremamente alta, como na reciclagem bottle-to-bottle realizada pela Indorama Ventures. Este equipamento oferece uma combinação de tecnologia exclusiva que inclui o sensor Flying Beam de alta resolução, uma câmara colorida e um sensor de metal altamente sensível para permitir a classificação de flocos por cor e material. A Autosort Flake também atinge alto rendimento, levando a uma produtividade e resultados de classificação consistentemente elevados.

“A Autosort está focada na separação de materiais residuais com base nos requisitos do cliente. O equipamento é programado de acordo com as necessidades de qualidade de pureza exigidas. As câmaras de alta frequência e alta velocidade da máquina, detetor de metais e tecnologia infravermelha determinam contaminantes e tonalidades a fim de alcançar os mais altos graus de pureza ”, acrescentou Julio Barrientos, gerente de vendas de reciclagem da Tomra no México.

foto
Alejandro Barraza Vázquez, gerente de fábrica da Indorama Ventures EcoMex, e Julio Barrientos, diretor de vendas de reciclagem da Tomra no México. Foto: Tomra Recycling

A combinação destas tecnologias permite uma avaliação multissensor rápida e simultânea do material de entrada e a remoção precisa de contaminantes. A Indorama é uma história de sucesso de confiabilidade e desempenho das máquinas Tomra. Além das vantagens tecnológicas entregues, a Indorama preza pela qualidade do serviço da Tomra. “Os serviços prestados pela Tomra são personalizados, presencial ou virtualmente, respondendo sempre em tempo oportuno às nossas necessidades. O serviço e a experiência, combinados com equipamentos de alta tecnologia, têm-nos ajudado a elevar a nossa produção a um novo patamar. Produzimos produtos de alta qualidade e lucramos com economias substanciais”, descreve Shankar.

A colaboração entra a Tomra e a Indorama revela-se promissora para o avanço do setor da reciclagem no México. Com ambas as empresas a oferecerem elevados standards em operações, serviços e produtos, a atividade de reciclagem e a inovação neste setor são amplamente apoiadas e fortalecidas.

Jaba: tradução 4.0Virtual Molding

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

www.interplast.pt

InterPLAST - Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial