Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

K 2022: saiba o que vai poder ver em 175.000 m2 de inovação para a indústria de plásticos

20/09/2022
Como sempre acontece, a área de exposição da K 2022, a principal feira mundial de plásticos e borracha, está completa. À incerteza dos tempos, cerca de 3.000 expositores responderam com confiança no futuro e prepararam-se para, de 19 a 26 de outubro, levar a Düsseldorf os mais recentes desenvolvimentos em materiais, máquinas, processos e ferramentas para transformação de plásticos.
foto

“Digital is not life”, afirmou Ulrich Reifenhauser, Chairman Exhibitor Advisory Board da K, durante a conferência de imprensa prévia ao evento, realizada no final de junho em Düsseldorf. Queria com isso dizer que “se realmente queremos desenvolver estratégias com os nossos parceiros, não podemos fazê-lo no meio digital, temos de fazê-lo pessoalmente”. E é com este espírito que, apesar das adversidades que a Europa vive atualmente, os expositores preparam mais um encontro mundial do setor.

Tal como no último evento, a digitalização desempenhará um papel central na edição deste ano. As mudanças no setor automóvel, um importante mercado cliente, continuam a impulsionar a tecnologia. Por outro lado, a economia circular continua a permear todas as etapas da cadeia de valor. Fique a conhecer, a seguir, algumas das novidades anunciadas pelos expositores.

Uma vez mais, a K influenciará e ajudará a moldar o roteiro do desenvolvimento futuro.

Arburg

Pavilhão 13, stand A13

foto

A Arburg adotou uma mensagem clara para a sua presença na feira K 2022: ‘Só temos um Plano A’. O slogan transmite a ideia de que o fabricante de máquinas está a dar o seu contributo para as importantes questões globais em torno da conservação de recursos, da economia circular e da redução de CO2, e que está a demonstrar soluções.

No total, a empresa ocupará 2.300 m2 na feira e terá 15 máquinas em exposição, distribuídas por todo o recinto, nos stands de parceiros.

No stand principal, Pavilhão 13 (A13), estarão expostas oito Allrounders hidráulicas, híbridas e elétricas com uma força de fecho de 350 a 6.500 kN e duas Freeformers para o fabrico aditivo industrial. Todas as máquinas de injeção serão automatizadas com sistemas robóticos, em alguns casos integrados em sistemas complexos chave na mão e ligados ao portal do cliente ‘arburgXworld.

Os visitantes experienciar o potencial do sistema de controlo Gestica e dos seus assistentes, tais como o ‘aXw Control FillAssist’. O plug-in Varimos da Simcon, que mostra os efeitos das alterações nos parâmetros das máquinas com base em IA nos parâmetros da máquina, estará pela primeira vezem exibição.

Três das máquinas expostas estarão equipadas com o pacote ‘reciclagem’ da Arburg: uma Allrounder 470 A elétrica produzirá cabos PP a partir de reciclado pós-consumo (PCR); uma Allrounder 270 S compacta hidráulica que irá utilizar PPS reciclado reforçado com fibra de vidro para fabricar pinças; e uma Allrounder 375 V com um robô de seis eixos e um módulo de controlo chave-na-mão Arburg (ATCM), que irá produzir uma ferramenta de bicicleta a partir de PA66/6 reciclado (GF50).

Destaque ainda para a demonstração ‘inteligente’ de uma máquina híbrida Allrounder 630 H com design de sala limpa que produzirá cerca de 18.000 tubos de PET transparentes por hora: a máquina comunica com o molde, o controlador de canais quentes, o secador de material e a automatização através do sistema de controlo Gestica e OPC UA. O sistema informático “Moldlife Sense” está integrado na ferramenta 32x fornecida pelo parceiro Hack da Arburg e permite a monitorização de todo o ciclo de vida.

Estarão ainda em exposição uma Allrounder elétrica 720 A, uma Allrounder More 1600 e uma Allrounder Cube 1800 com um molde cúbico de 8+8+8-cavidade com a nova tecnologia CITI do parceiro da Arburg, Foboha. A máquina, equipada com um robô de seis eixos produzirá um componente funcional feito de PP, TPE e POM.

Battenfeld-cincinnati

Pavilhão 16, stand B19

A battenfeld-cincinnati guardou para Düsseldorf a revelação do novo design que todas as suas linhas de extrusão de tubos terão a partir de 2023. Para além do efeito visual, com as cores corporativas da empresa, o novo design oferece maior funcionalidade, com melhor acessibilidade e facilidade de utilização, incluindo características de fácil limpeza. Todos os equipamentos, desde a extrusora até às unidades de calibração e arrefecimento e ao tanque de vácuo, até ao equipamento de corte e à mesa basculante, são fabricados internamente pela battenfeld-cincinnati, perfeitamente combinados tecnicamente e agora também visualmente, sem quaisquer problemas de interface, e integrados no sistema de controlo intuitivo BCtouch UX.

Os visitantes do stand da empresa na K vão poder testemunhar a perícia de irrigação por gotejamento da battenfeld-cincinnati através de uma apresentação em vídeo da nova linha para testes montada no laboratório técnico da empresa em Bad Oeynhausen. Neste caso, o destaque vai para os gotejadores, que que contam com um design simples e engenhoso para assegurar uma distribuição de água uniforme e contínua. Durante o processo de extrusão estes gotejadores, desenvolvidos pela battenfeld-cincinnati e por uma empresa parceira, são injetados através do molde do tubo e completamente soldados no tubo de uma só vez enquanto este ainda está quente. Desta forma, deixa de ser necessário fazer furos nos gotejadores para as saídas de água. Ao mesmo tempo, a conceção dos gotejadores assegura uma longa vida útil sem entupimento das saídas de água com calcário e sujidade.

Outra novidade em exibição será a pequena solEX NG, que completa a série de extrusoras de alta velocidade para tubos de menor dimensão. Assim, além dos quatro modelos solEX NG já existentes nos tamanhos de 60, 75, 90 e 120 mm, passará a estar disponível o solEX NG 45. Um atributo marcante desta série é a combinação da fieira ranhurada com uma geometria de parafuso especial, que oferece até 40% de rendimento mais elevado, cerca de 10 °C de temperaturas de fusão mais baixas e 15% menos consumo de energia.

foto

A solEX NG completa a série de extrusoras de alta velocidade para tubos de menor dimensão da battenfeld-cincinnati.

Covestro

Pavilhão 6, stands A75-1 e A75-2

Empenhada na promoção da economia circular, a Covestro vai apresentar na K os seus mais recentes desenvolvimentos para o mercado de reciclagem mecânica e química. É o caso do projeto de reaproveitamento de poliuretano (PU) proveniente de colchões usados em sistemas de isolamento e refrigeração. Denominado ‘Circular Foam’ o projeto engloba 22 entidades de nove países e compreende a recuperação química das duas matérias-primas utilizadas na produção da espma dos colchões, o poliol e o precursor do isocianato TDI.

Na feira, a Covestro apresentará estes e uma série de outros desenvolvimentos para a reciclagem dedicada de plásticos usados. Até à data, o foco da empresa tem sido a reciclagem mecânica tradicional, na qual o plástico é quimicamente preservado, e processos de reciclagem química mais recentes, nos quais as moléculas de polímero são decompostas quimicamente. Outras tecnologias de reprocessamento de matérias-primas - enzimáticas e pirolíticas - estão em desenvolvimento.

A empresa revelou recentemete que vai abandonar todas as tecnologias de reciclagem química baseadas na quebra das cadeias moleculares dos materiais para recomposição em novos produtos, incluindo pirólise, solvólise e quimiólise, e que pretende lançar uma nova gama de produtos ‘neutros para o clima’, ou seja, cuja produção não gera CO2, identificados com o sufixo CQ.

foto

O projecto Circular Foam está a investigar processos de reciclagem química da espuma rígida de poliuretano, que proporciona um excelente isolamento para edifícios e equipamento de refrigeração.

Gneuss

Pavilhão 9, stand A22

A Gneuss vai exibir em Düsseldorf a sua nova série de equipamentos de reciclagem Omni para ciclos fechados de reciclagem de PET, PS e poliolefinas pós-consumo. A série em exposição inclui um Alimentador-Rotativo-3C, uma extrusora MRSjump 70, um sistema automático de filtração de massas RSFgenius 90 e o viscosímetro online VIS, para o processamento de 200 kg/h (450 lbs/h) de poliéster (PET). O processamento ocorre sem secagem nem cristalização prévia de rejeitados de embalagens.

O novo Alimentador-Rotativo-3C torna possível o uso de materiais de baixa densidade aparente sem nenhuma etapa externa ao processo. A esteira alimenta o material triturado recuperado no funil, onde um disco rotativo de alta velocidade corta, compacta e pré-condiciona o material. As lâminas do equipamento aplicam energia ao material para iniciar o processo de aquecimento e desgaseificação antes que seja automaticamente alimentado à extrusora MRSjump.

A Extrusora MRS é baseada na convencional tecnologia de parafuso único, equipada com uma secção com múltiplas roscas. Permite uma eficiente descontaminação do PET e o processamento de R-PET, bem como a sua conversão a produtos de alta qualidade como chapa para termoformagem de embalagens alimentares.

Adicionalmente, a linha de reciclagem OmniBoost - incluindo o polireator Jump - estará em operação no centro técnico da Gneuss para demonstração aos visitantes. De acordo com a empresa, o reator Jump pode elevar o valor do IV da massa de PET para até 0.95 dl/g.

foto

Hasco

Pavilhão 1, stand C06

O fabricante de componentes standard Hasco vai levar à K um conjunto amplo de novidades destinadas aos fabricantes de moldes e de peças plásticas por injeção. Entre elas, destaque para o inovador Streamrunner, o primeiro sistema de canais quentes do mundo fabricado por impressão 3D. Em versão de válvula de agulha, oferece possibilidades completamente novas e permite rápidas mudanças de cor graças da concepção optimizada do fluxo das corrediças polidas com grandes raios de deflexão.

foto
Streamrunner, o primeiro sistema de canais quentes do mundo fabricado por impressão 3D, será uma das estrelas no stand da Hasco.

Lanxess

Pavilhão 6, stands C76/C78

O fabricante de especialidades químicas Lanxess participa na K 2022 com o lema ‘A qualidade funciona’, e com foco especial na sustentabilidade e no mercado da mobilidade elétrica. Em exibição estarão, por exemplo, os compósitos reforçados com fibra contínua que a empresa vende sob a marca Tepex, desenvolvidos para o fabrico de peças leves. A novidade é que esta gama passou a incluir compósitos baseados em material reciclado ou em materiais de base biológica, como acontece com o Tepex dynalite Scopeblue 813, que acaba de ser lançado no mercado e é produzido a partir de fibras de linho e ácido poliláctico.

Em resposta às novas exigências relacionadas com a eletrificação dos veículos, a empresa desenvolveu um novo composto PBT (tereftalato de polibutileno tereftalato) sem halogéneo e estabilizado por hidrólise para poder ser usado no fabrico de conectores de alta voltagem.

Destaque ainda para a apresentação de corantes de alta performance que eliminam a necessidade de revestimento subsequente, permitindo poupanças de tempo e de recursos.

Nos veículos elétricos, por exemplo, a cor laranja é uma característica de segurança obrigatória para componentes de plástico de alta tensão. É aqui que entra o Macrolex Orange HT. As suas propriedades satisfazem os requisitos de alta segurança e desempenho dos VE, incluindo excelente estabilidade térmica, elevada resistência à sublimação, bem como alta estabilidade de migração e resistência da cor.

foto
O corante Macrolex Orange HT, da Lanxess, satisfaz os requisitos de alta segurança e desempenho dos veículos elétricos.

R-Cycle

Pavilhão 16, stand CE07

Colocar todos os plásticos num único contentor gera um aglomerado de plásticos diferentes. A solução proposta pela iniciativa R-Cycle passa por atribuir a cada produto uma marca que identifique o material utilizado na sua produção. Isto é importante tanto para a reciclagem mecânica, como para a química. Durante a K, os visitantes poderão ver como funciona o R-Cycle, o sistema que já está desenhado e em vias de implementação em vários países.

foto

Circular Economy Forum

Este ano, a K é palco de mais um Fórum de Economia Circular (Circular Economy Forum, na denominação em inglês). O evento, organizado pela Federação Alemã de Engenharia (VDMA), irá decorrer em simultâneo com a feira, no exterior dos pavilhões 10 e 16. Neste espaço, será apresentada tecnologia fulcral para a implementação da economia circular na indústria do plástico das empresas Arburg, Coperion, Engel, Erema, Kurtz-Ersa, Lindner, R-Cycle, Vecoplan, Battenfeld Cincinnati, Leonhard Kurz, Plasmatreat, Sumitomo (SHI) Demag e Wittmann Battenfeld. Os visitantes poderão ver 'in loco' como os resíduos plásticos são convertidos em regranulados de alta qualidade ou como os reciclados são processados em produtos atractivos, altamente funcionais e recicláveis, através de vários métodos de processamento.

A digitalização é um dos focos do Fórum, já que a alta tecnologia é necessária para optimizar os processos de fabrico e torná-los cada vez mais eficientes. É, por exemplo, a facilitadora de iniciativas como o passaporte digital do produto e de normas de rastreabilidade globalmente aplicáveis. A ligação de todos os componentes na linha de produção é considerada o pré-requisito para a optimização dos processos. Neste sentido, os visitantes poderão acompanhar ao vivo os dados das máquinas exposta, integradas com base na OPC UA, numa plataforma criada pela VDMA e em exibição no espaço VDMA Dome, localizado no centro do Fórum.

Reifenhäuser

Pavilhão 1, stand D91

foto

Sob o lema “Este é o momento”, o especialista em tecnologia de extrusão Reifenhäuser promete explicar aos visitantes como é possível usar a sustentabilidade como impulsionador de sucesso, beneficiando da digitalização e aumentando a produtividade.

O Grupo terá três stands em Düsseldorf. O principal, com cerca de 1.200 metros quadrados, no Pavilhão 17 (C22), dedicado às unidades de negócio Blown Film, Cast Sheet Coating and Reicofil. Além das máquinas em exposição, serão exibidas apresentações sobre soluções concretas de produtos finais. Os visitantes poderão ver como fabricar produtos totalmente recicláveis de forma económica, processar reciclados de forma segura, aumentar a sua produção e ligar em rede toda a produção sem se tornarem dependentes de sistemas, especialistas ou fabricantes.

No Pavilhão 11 (C16), tudo roda em torno de parafusos, cilindros e extrusores, especialmente para o processamento de material reciclado, dado que a proteção de desgaste de alto desempenho é essencial para fiabilidade e elevada eficiência económica. A conhecida liga de proteção de desgaste Reiloy da Reifenhäuser para parafusos e cilindros atingiu repetidamente os principais valores em testes independentes, provando que o investimento em proteção de desgaste de alta qualidade compensa. No Pavilhão 1 (D91), os sistemas de extrusão da Reifenhäuser apresentam as suas inovações para moldes planos e blocos de coextrusão e a sua interação perfeitamente coordenada para máxima produtividade.

Os visitantes terão ainda a oportunidade de participar num open house que a empresa vai realizar nos dias 20, 21 e 24 de outubro no seu Centro de Tecnologia. Para tal, serão organizadas viagens gratuitas entre a feira a sede da Reifenhäuser em Troisdorf, que fica a apenas 70 quilómetros de distância. Os interessados deverão contactar o representante da marca em Portugal: a empresa Folhadela Rebelo.

A Reifenhäuser está também presente no stand da iniciativa R-Cycle (CE 07).

Sabic

Pavilhão 6, stand D42

foto

Este ano, a participação da Sabic na K acontece sob o lema ‘Tornar a mudança real’. A empresa distribuída em Portugal pela AGI aposta em duas áreas principais: a economia circular dos plásticos e a economia do ar limpo, conseguida graças à eletrificação.

O novo programa BlueHero é o ecossistema em evolução de produtos, soluções, inteligência e iniciativas da Sabic, projetado para ajudar a acelerar a transição energética mundial de combustíveis fósseis para energia elétrica.

Em exibição estarão as mais recentes inovações e soluções sustentáveis em diversos setores, incluindo: construção civil, elétrica e eletrónica, transporte, saúde e higiene, bens de consumo e embalagem avançada.

Sepro

Pavilhão 12, stand A49

Durante a feira, a Sepro irá apresentar vários exemplos de automação dos sistemas de injeção, incluindo novos dispositivos de interface homem-máquina e inteligência artificial. Os visitantes do stand da empresa serão convidados a assumir o controlo dos robôs e dos periféricos em exposição de forma a poderem experimentar as HMI Sepro e terão oportunidade de participar no K's Challenge.

A K 2022 marca também a estreia da nova arquitetura de software modular Sepro que permite o controlo de vários robôs e equipamentos auxiliares através de um sistema central. A título de exemplo, a empresa prepara uma demonstração em que o sistema irá controlar não só um robô cartesiano Sepro 5X-25 e uma unidade de braço articulado de seis eixos 6X-140, mas também todos os dispositivos periféricos adicionais (tapete, equipamento de inspeção de qualidade e equipamento de marcação).

foto

Sumitomo (SHI) Demag

Pavilhão 15, stand D22

A Sumitomo (SHI) Demag, pioneira na eletrificação das máquinas de injeção de plásticos, vai expor em Düsseldorf nada menos que oito máquinas 100% elétricas. Quatro serão exibidas no stand da empresa e outras quatro na zona de economia circular da VDMA, Sepro (pavilhão 12, stand A36), ONI (pavilhão 10, stand F45) e Pagès (pavilhão 13).

Em destaque estará a nova série de máquinas de alta velocidade PAC-E. Esta série resulta da fusão entre a plataforma El-Exis e a série IntElect, mas incorpora uma nova unidade de injeção desenvolvida especificamente para aplicações de embalagem de alta velocidade.

As soluções de automação desenvolvidas in house são outro dos destaques. O conceito robótico SAM (Sumitomo (SHI) Demag. Automation. Machine), apresentado pela primeira vez no ano passado, incluía o projeto SAM-C - um robô linear de 4 eixos com cinemática cartesiana para aplicações standard. Entretanto, foi adicionada uma variante inovadora do robô SAM. Concebido para aplicações mais complexas, combina o sistema de eixos lineares com outras tecnologias.

Os visitantes vão também poder conhecer a solução de software baseada na Web 'myConnect', recentemente ampliado para incluir o ‘conditional monitoring’. Esta ferramenta facilita a apresentação de dados e informações críticas para a tomada de decisões em tempo real e, de acordo com a empresa, no futuro, todas as novas máquinas Sumitomo (SHI) Demag serão equipadas com esta plataforma central.

foto
Na conferência de imprensa de apresentação da K 2022, Thorsten Thümen, diretor sénior de tecnologia da Sumitomo (SHI) Demag, revelou as novidades que a empresa terá em exposição no certame.

Wittmann Battenfeld

Pavilhão 15, stand C06

O Grupo Wittmann apresenta-se na K com o mote ‘It's all Wittmann’, enquanto fornecedor de fonte única de sistemas completos de moldação por injeção, que inclui não só a máquina, mas também automação e equipamento auxiliar com a opção de integração do sistema Wittmann 4.0.

Além do seu stand principal, a empresa terá equipamentos expostos nos espaços Wittmann Technology (pavilhão 12, stand F23) e VDMA Circular Economy Forum, localizado no exterior do recinto, bem como em stands de outros expositores.

Mas, o grande destaque da empresa vai para a tecnologia de pressão interna de gás Airmould 4.0, apresentada pela primeira vez na Fakuma 2021, mas agora já em plena fase de comercialização. Desde essa altura, o sistema foi melhorado para se tornar mais compacto e de fácil utilização. O Airmould 4.0 foi concebido para satisfazer as mais variadas exigências do mercado e pode não só ser integrado no sistema de controlo B8 de uma máquina Wittmann, mas também em máquinas de outras marcas através do painel de operação uniforme do Grupo.

Nesta tecnologia, o nitrogénio é injetado na cavidade do molde parcial ou totalmente preenchido com material fundido. O gás pressurizado forma uma bolha no centro do material fundido, que neutraliza a contração de retração do lado de fora e, portanto, elimina as marcas de rechupe. Ao reduzir a quantidade de plástico e aumentar a cavidade central, é possível produzir componentes leves específicos com tempos de ciclo curtos e, simultaneamente, boa qualidade de superfície. Esse processo abre boas oportunidades para os projetistas de peças moldadas produzirem peças complexas com superfícies lisas uma única peça.

foto
Módulos de controlo de pressão Airmould 4.0, unidade central e painel de controlo manual.

Detalhes da K 2022

  • Local de realização: Messe Düsseldorf, Düsseldorf, Alemanha
  • Datas: 19 a 26 de outubro de 2022
  • Horário: 10:00 – 18:30
  • Área de exposição: 175.000 m²
  • Número de expositores: 3.000
  • Principais categorias de produtos expostos: Matérias-primas; Máquinas e equipamentos; Semiacabados, peças técnicas e plásticos reforçados; Serviços, R&D e Investigação.
  • Bilhetes: Os bilhetes podem ser adquiridos no site https://shop.messe-duesseldorf.de/, ou através do email ticket@messe-duesseldorf.de
  • Nota: Todo o recinto da feira está equipado com sistemas de ventilação com filtros Hepa.
moldplas de 9 a 12 nov. 2022 Batalha. Portugal. Salão de máquinas, equipamentos, matérias-primas e tecnologia para moldes e plásticosPolímeros e equipamentos

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.interplast.pt

InterPLAST - Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial