Atlas Copco Rental: ar comprimido
Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa
Instalação mostra novas utilizações do plástico e como se podem criar obras com peças industriais

Exposição apresenta arte que parte de sacos de grandes cadeias de supermercado

18/06/2024

A partir do próximo dia 20 de junho e até 30 de setembro, estará patente na Escola das Artes, da Universidade Autónoma de Lisboa, a exposição ‘Conexo, Convexo, Côncavo’, de Marco Fedele di Catrano, com entrada gratuita. A instalação parte de sacos de supermercado para criar arte que todos podem visitar, desconstruindo os materiais e mostrando novas utilizações do plástico, servindo também como alerta para a massificação deste material e a necessidade de uma maior sustentabilidade ambiental.

Imagen

A inauguração acontece no próxima quinta-feira, dia 20 de junho, a partir das 18h00. O trabalho de Catrano explora a relação entre a arquitetura industrial e as suas peças escultóricas, algumas das quais produzidas a partir de objetos industrializados, criando dinâmicas e perceções renovadas do espaço e dos objetos.

Trata-se de uma instalação que contempla várias obras em diferentes suportes. A série de trabalhos ‘Untitled#’ parte de sacos de supermercado banais, de grandes cadeias comerciais. Virados do avesso, os sacos revelam as suas estruturas fibrosas entrelaçadas. Desconstruídos através da remoção parcial das suas costuras, tornam-se a fonte de uma imagem negativa moldada como um relevo de resina acrílica. Combinadas e seladas através de um processo temporal de resina de várias camadas, aquelas tornam-se a presença dos sacos na sua ausência física. As partes dos sacos, retiradas após o molde, deixam ainda alguns vestígios. Assim, aborda-se o objeto e material industrial, globalmente padronizado, mas também os acabamentos de mão–de–obra barata. Junto ao corrimão, uma maquete representa a obra ‘Rising Reversed’ e está em relação antitética com a convexidade da clarabóia, agora coberta com um vinílico rosado. Ao mesmo tempo, os dois espaços correspondem-se.

Marco Fedele di Catrano é um artista visual interdisciplinar cujas diferentes práticas criativas visam fazer a ponte entre a arte e a sociedade. O seu trabalho nas áreas da instalação, escultura, fotografia e vídeo caracteriza-se por um manuseamento intuitivo de materiais, objetos e espaços. Entre outros locais, Catrano expôs na Joan Miró Foundation (Barcelona), CII Fabrika (Moscou), Ekaterina Cultural Foundation (Moscou), Haus fur Kunst Uri (Altdorf), la rada (Locarno), Kunstraum Walcheturm (Zurique), Museo Maga (Gallarate), Museum Mestna Galerija (Lubiana), RAM radioartemobile (Roma), Gallery Mario Iannelli (Berlim), Kunstmuseum Thun (Thun), American Academy (Roma), WUK (Viena) e Multimedia Art Museum (Moscovo).

REVISTAS

Siga-nos

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter InterPlast

    17/07/2024

  • Newsletter InterPlast

    10/07/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.interplast.pt

InterPLAST - Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial